2 de maio de 2013

Minha playlist de covers de artistas do youtube - Parte 2.

Olá gente! Bom, eu não sei se vocês lembram, mas eu fiz uma playlist aqui no blog com os melhores covers que eu tinha achado no youtube. Você pode ver clicando aqui.
Então, aqui vai a parte 2!

1- Beauty And A Beat - Alex Goot, Kurt Schneider, and Chrissy Costanza.  

2- Daylight - FutureLove (Marron 5)


3- Radioactive - Lindsey Stirling and Pentatonix (Imagine Dragons Cover)

                                         

4- As Long As You Love Me / Wide Awake - Pentatonix 



5-  Bruno Mars - When I Was Your Man ( Official Acoustic Cover )

6- João de Barro - Renato Vianna

7- Sensitivity - Alex Goot (ft. Andrew Goldstein of The Friday Night Boys)



E então, gostaram? Conhecem mais alguns? Comentem!


30 de abril de 2013

Amores platônicos.


Como vai seu amor platônico? Sim, pergunto assim, diretamente, pois sei que todo mundo tem um. Aquela pessoa que você vê e teu coração vai a mil, teu sangue sobe a cabeça, você fica desnorteado, suando frio. Aquela pessoa que só de te olhar no outro lado do corredor, você já imagina numa fração de segundos como seria se você tivesse a coragem de falar com ela. Como seria se vocês fossem amigos, coloridos, melhores amigos, o que for. Se vocês só se falassem, rissem juntos e tivessem bons momentos.Sim, eu sei. É complicado admitir isso. Mas é pior ainda se privar disso.
Amores platônicos nos ajudam a dar uma graça na nossa vida que só eles dão. Sabem por que? Você aprende a valorizar as pequenas coisas. Troca de olhares, aquele sorriso que ele(a) deu e você sorri junto mesmo sabendo que pode não ter sido pra você ou por você. O primeiro toque, a primeira troca de palavras. As coisas em comum. O egoísmo, é totalmente colocado fora de cogitação e você passa totalmente, a valorizar os pequenos e únicos sinais que a pessoa dá que também, de alguma maneira, sente algo por você. Mas isso as vezes, não acontece. E é horrível.
Então, em nome de todos os que passam por essa situação, venho aqui dizer que vocês não estão sozinhos. Que corações são quebrados e remendados em vários momentos de nossas vidas. E que é errado pensar que é necessário de algum outro amor pra esquecer outro. Ou talvez esteja certo, mas não é o amor recíproco. É o amor próprio. E sem isso, você é só mais um. 

25 de abril de 2013

Cinema: As estreias de 2013.

Olá gente! Bom, primeiramente, gostaria de pedir desculpas por esse hiatus que ocorreu aqui no blog. Porém, eu já venho com boas notícias para os cinemaniácos! Vai rolar bastante filme bom esse ano.

1- Percy Jackson: Sea of Monsters:

Percy e seus amigos estão na busca pelo Velocino de Ouro, o único artefato mágico capaz de proteger o Acampamento Meio-Sangue da destruição. É com essa missão que ele e outros campistas partem para uma eletrizante viagem pelo Mar de Monstros, onde deparam com seres fantásticos, perigos e situações inusitadas, que põem à prova seu heroísmo e sua herança. Está em jogo a existência de seu refúgio predileto e, até então, o lugar mais seguro do mundo para eles.



2- The Hunger Games - Catching Fire.

Depois de os Jogos Vorazes, competição entre jovens transmitida ao vivo para todos os distritos de Panem, Katniss agora terá que enfrentar a represália da Capital e decidir que caminho tomar quando descobre que suas atitudes nos jogos incitaram rebeliões em alguns distritos. Dessa vez, além de lutar por sua própria vida, terá que proteger seus amigos e familiares e, talvez, todo o povo de Panem.




3- Iron man 3 (Homem de Ferro 3)

Quando Stark vê o seu mundo pessoal destruído pelas mãos de seu inimigo, ele embarca em uma caçada para encontrar os responsáveis. Essa jornada, a cada curva, irá testar os seus valores. Encurralado, Stark é obrigado a sobreviver às custas de seus próprios equipamentos, confiando em seus instintos e ingenuidade para proteger aqueles que são próximos a ele. Enquanto luta para se reerguer, Stark descobre a resposta da pergunta que secretamente o perseguia: será que é o hábito que faz o monge, ou o monge que faz o hábito?


4- Thor 2 - The Dark World

Depois dos acontecimentos de Thor e Os Vingadores, Thor luta para restaurar o equilíbrio em todo o cosmo, mas uma raça antiga liderada pelo vingativo Malekith retorna para afundar novamente o universo em escuridão. Diante de um rival que sequer Odin ou qualquer asgardiano pode enfrentar, Thor embarca em sua jornada mais perigosa e pessoal até agora, que o reunirá com Jane Foster e o forçará a sacrificar tudo para proteger a todos nós.



5- The Hangover Part III

Alan (Zach Galifianakis) está deprimido devido à morte de seu pai. Preocupado com o cunhado, Doug (Justin Bartha) sugere que ele vá até um lugar chamado New Horizons, que pode torná-lo um novo homem. Alan apenas aceita a sugestão após Phil (Bradley Cooper) e Stu (Ed Helms) concordarem em levá-lo. É o início de uma nova viagem do trio, que acaba sendo interrompida bruscamente pelos capangas de um traficante (John Goodman). O malfeitor está atrás de Chow (Ken Jeong), que lhe aplicou um golpe milionário, e acredita que os três amigos ainda possuam contato com ele. Precisando encontrá-lo a todo custo, eles acabam indo parar no México e, mais uma vez, em Las Vegas.


6- Carrie, a estranha.

Uma nova versão da clássica história de Stephen King, protagonizado por Chloe Moretz.

Carry White (Sissy Spacek) é uma jovem que não faz amigos em virtude de morar em quase total isolamento com Margareth (Piper Laurie), sua mãe e uma pregadora religiosa que se torna cada vez mais ensandecida. Carrie foi menosprezada pelas colegas, pois ao tomar banho achava que estava morrendo, quando na verdade estava tendo sua primeira menstruação. Uma professora fica espantada pela sua falta de informação e Sue Snell (Amy Irving), uma das alunas que zombaram dela, fica arrependida e pede a Tommy Ross (William Katt), seu namorado e um aluno muito popular, para que convide Carrie para um baile no colégio. Mas Chris Hargenson (Nancy Allen), uma aluna que foi proibida de ir à festa, prepara uma terrível armadilha que deixa Carrie ridicularizada em público. Mas ninguém imagina os poderes paranormais que a jovem possui e muito menos de sua capacidade vingança quando está repleta de ódio.



7- The bling ring

Filme baseado em uma história real de um grupo de jovens que invadia casas de celebridades em Los Angeles. Com esse filme, Sofia Coppola pretende mostrar sua prespectiva da cultura moderna de idolatria a celebridades.
E com a presença de grandes atrizes como Emma Watson e Taissa Farmiga (Violet de American horror story).


8- Kick - Ass 2.

Com a formatura do colégio se aproximando e incerto sobre seu próximo passo, Dave decide começar a primeira liga de super-heróis ao lado de Mindy. Infelizmente, quando Mindy é flagrada como Hit Girl, ela é forçada a se aposentar - o que a deixa sozinha e sem recursos no assustador mundo das garotas malvadas do colégio. Sem ninguém a quem recorrer, Dave junta forças com a Justice Forever, liga de super-heróis amadores liderada pelo ex-mafioso Coronel Estrelas (Jim Carrey). Quando eles começam a fazer diferença nas ruas, o primeiro vilão do mundo, Red Mist rebatizado como Motherfucker (Christopher Mintz-Plasse), forma a sua liga do mal e coloca em prática um plano fazer Kick-Ass e Hit Girl pagaram pelo que fizeram ao seu pai. Há apenas um problema com o esquema maligno: Se você mexer com um membro da Justice Forever, você mexe com todos.


9- Man of Steel

Clark Kent/Kal-El (Henry Cavill) é um jornalista de vinte e tantos anos que se sente alienado por poderes além da sua imaginação. Transportado anos antes de Krypton, um planeta distante e muito mais avançado, para a Terra, Clark luta com a questão derradeira, 'Por que estou aqui?'. Moldado pelos valores dos seus pais adotivos, Martha (Diane Lane) e Jonathan Kent (Kevin Costner), Clark descobre que ter habilidades extraordinárias significa tomar difíceis decisões. Quando o mundo precisa desesperadamente de estabilidade, uma ameaça ainda maior surge. Clark precisa se tornar o Homem de Aço, para proteger as pessoas que ama e brilhar como o guia para a esperança do mundo - o Superman.



10 - Star trek - Into the darkness

Quando a tripulação da Enterprise é chamada de volta para casa, eles descobrem que uma força incontrolável de terror dentro da própria organização destruiu a frota e tudo o que ela significava, deixando nosso mundo em estado de crise. Com questões pessoais a resolver, Capitão Kirk lidera uma caçada ao homem que representa uma arma de destruição em massa, localizado em uma zona de guerra. Enquanto nossos heróis se veem em um épico e mortal jogo de estratégia, o amor será desafiado, amizades serão desfeitas e sacrifícios serão feitos pela única família de Kirk: sua tripulação.


E então? Gostaram, tem muito mais estreias, como por exemplo Montros S.A 2, Meu malvado favorito 2, Cidade dos ossos, Velozes e furiosos 6, etc. Ufa hein! O que nos resta é sorte pra lidar com a ansiedade para a chegada desses filmes não é mesmo?
Gostaram? Comentem!




13 de abril de 2013

A vida é feita de amores não correspondidos.



Amor não correspondido é uma coisa que só fica bem em filmes. Sabe, quando o mocinho ama secretamente a mocinha e ela também o ama escondido e, no final do filme, eles se declaram um pro outro, se surpreendem com a coincidência e vivem felizes pra sempre até os créditos rolarem? Então, na vida real isso não acontece. Os resultados de se declarar pra alguém que não te ama são, digamos, “heartbreaking“. Os resultados de não se declarar costumam ser piores, porque, parafraseando alguém: “Se você não disser pra ela o que você sente, ela vai ouvir de outro cara o que ela gostaria de ouvir de você. Essa é a lei da vida.“ E isso, feliz ou infelizmente, é uma das maiores verdades existentes. Mas, tirando a conclusão – que tende a não ser tão legal – amor não correspondido tem seu(s) lado(s) bom(ns). Dentre eles você pode escolher entre estar quase sempre inspirado pra escrever, se você for um escritor; estar sempre querendo ser melhor pra alcançar um patamar que seja digno de estar perto da tua paixão platônica ou o constante déficit de atenção que você tem (e não me diga que você não fica desejando desesperadamente atenção, porque é mentira).
E os lados ruins? Bom, acho que todos conhecem. Idealizar situações com a pessoa, ouvir músicas deprimentes e lembrar-se dela. Porém, como toda decepção na nossa vida, ela nos deixas mais fortes, mais amadurecidos para futuras situações. E nada melhor para nos fortalecer do que um amor não correspondido, não é mesmo? Acho que todos já passaram por isso, e me arrisco dizer que pelo menos a maioria não tem o mesmo pensamento que tinha na época do ‘’amor platônico’’. Mas, para os que estão sofrendo desse mal agora a única coisa que posso lhes afirmar é que amor, sempre nos faz bem. Correspondido ou não correspondido, ele nos faz evoluir e não olhar mais apenas para o nosso pequeno mundinho. Mas também digo, tudo que é demais não faz bem. E isso inclui o amor. Não adianta você se jogar num amor sem ter amor por si próprio, porque é isso que vai te mostrar o seu limite e te acordar para a vida nas horas necessárias. E não adianta também pensar que um amor é correspondido só pelo fato de você dizer eu te amo e a pessoa retribuir com um ‘’eu também’’ e um sorriso amarelo nos lábios, amor correspondido é aquele que você faz pela pessoa e sabe que quando for sua vez, ela irá fazer por ti também. Que quando você acordar de mau humor, feia e totalmente insuportável a pessoa vai rir e te fazer rir de si mesma. Isso é amor correspondido. Então lembre-se: Não corram atrás apenas de um eu te amo. Corram atrás de uma pessoa que saiba que amor não é feito só de palavras.

           Dos eternos corações partidos de Luisa Rodrigues e Willian Machado (Legado em Construção).

8 de abril de 2013

Um História e Duas Versões


Olá pessoal, hoje eu vim falar de uma super cantora que ainda se faz muito presente na minha vida, mesmo após a sua morte - Amy Winehouse.
Desde que me entendo por gente sou apaixonada pela Amy. Quando pequena, devia ser por causa do seu visual, mais tarde por causa de suas músicas. Mesmo sabendo da vida dela em relação aos vícios, eu a idolatrava, não que eu ache isso certo, pois não é. Mas também acho errado julgarmos as pessoas sem ao menos saber por quais situações elas passaram/passam. Afinal, cada um com seu cada um.
Hoje, a vida dela foi contada de duas formas, por duas pessoas diferentes, uma que procurou fatos e depoimentos de amigos e familiares e o outro que foi acusado por muitas pessoas de não ajudar a própria filha.
Uma história e dois livros que foram lançados sobre a vida de Amy, com alguns pontos em comuns e outros... não tão em comuns assim. Um com fatos de até 2008, e o outro até a sua morte.

Livro1:
Amy Winehouse - Biografia



Sinopse: ''Amy Winehouse foi uma das artistas mais contundentes e polêmicas da atualidade. Mesmo após a morte prematura, a cantora e compositora inglesa ainda ocupa posição de destaque no ranking das poucas unanimidades de público e crítica na história da música. Numa carreira meteórica - interrompida em 23 de Julho de 2011, quando foi encontrada morta em sua casa em Camdem Town (Londres) -, produziu dois álbuns extremamente sofisticados - Frank e Back to Black. No primeiro, lançado em 2003, a predominância da sonoridade jazzística faz jus ao título em homenagem a Frank Sinatra. Já no segundo, de 2007, o jazz mistura-se ao soul e recebeu vários prêmios, entre eles o BRIT, Modo (Music of Black Origin), Vodafone Live Award, Q Awards e cinco categorias do Grammy 2008. Além de ter fascinado os intelectuais da mídia especializada com seu estilo clássico, Amy vendeu milhões de discos e estreou na cobiçada lista da Bilboard em 7º lugar entre 200 sucessos. 
Apesar da voz impressionante e da musicalidade de altíssimo nível, a qualidade artística de Amy foi ofuscada por problemas pessoais. Escândalos, drogas, depressão e bulimia começaram a prejudicar sua performance nos palcos e despertaram o interesse das mídias sobre celebridades. 
A biografia, escrita pelo jornalista britânico Chas Newkey-Burden, nos conta não só dos "pé na jaca" da cantora, mas também da época de anonimato, das influências, das escolas artísticas que a formaram, além de críticas dos jornais mais prestigiados do mundo. 
Amy Winehouse - Biografia começa a traçar a história da compositora de "Rehab" a partir de sua família. Seus tios tinham banda de jazz e seu pai adorava Frank Sinatra, Thelonious Monk e Ella Fitzgerald."Aprendi a cantar ouvindo Ella", diz Amy num trecho da biografia. Com 14 anos, a inglesinha ganhou sua primeira guitarra - uma Fender Stratocaster. Desde então, começou a tocar, compor e cantar. Nesta época, ganhou uma bolsa de estudos na Sylvia Young Theatre School, mas foi convidada a sair por mau comportamento. Mais tarde, ingressou na BRIT Performing Arts & Technology School, mas também não durou muito. 
Com a gravação do segundo disco, a fama caótica tem início. Um escândalo por dia, magreza, overdose. E quase esquecem de sua música, uma arte que nunca foi menos do que fantástica. 
Esta edição aborda fatos da trajetória da cantora até 2008.''


Livro2:
Amy - Minha Filha


Sinopse: ''Em um emocionante relato, Mitch Winehouse narra a vida da própria filha, a cantora cujo talento conquistou milhões de fãs no mundo todo em pouquíssimo tempo.Desde a infância, Amy Winehouse se destacou por sua personalidade espirituosa, brincalhona e espontânea. De maneira sincera e comovente, Mitch conta como Amy se tornou uma grande estrela sucumbiu ao vicio das drogas e morreu prematuramente aos 27 anos, em 2011.''

Eu já comprei os dois, só falta chegar (comprado pela internet), e assim que eu acabar de ler eu venho direto pra cá contando tudinho.
Mas apesar de eu ainda não ter lido, é uma história de vida que realmente vale a pena ler, lições de vida.


7 de abril de 2013

Rock in rio - Eu vou! Dia 14 + Playlist de aquecimento.


Oi gente! Então, alguém ai vai pro Rock in Rio 2013? Eu vou no dia 14, que é o dia do Muse, Florence and the machine, 30 seconds to mars e capital inicial. Então, eu resolvi fazer uma playlist de aquecimento para vocês que vão no dia 14 e talvez não conheçam todas as bandas, porém eu vou postar apenas da internacional porque eu não conheço muito/não curto muito Capital Inicial. Mas sintam-se a vontade em comentar músicas que vocês gostam e que não foram postadas! E também dei prioridade em postar as músicas versão live.

1- 30 Seconds To Mars - Kings And Queens (Live at Reading Festival 2011)


2- Florence and the machine - Never let me go (MTV Unplugged)


3- Muse - Resistance (live at Oxegen Festival 2010) 


4- 30 seconds to mars - Close to the edge (live Rock Am Ring)


5- Florence and the machine - Cosmic Love (Live At Oxegen Festival, 2010)


6- Muse - Knights of Cydonia (Live Wembley Stadium 2007)


7- 30 Seconds To Mars - From Yesterday (Live Rock Am Ring 2007)


8- Muse - Guiding Light (live Glastonbury 2010)



9- Florence and the machine - Breath of Life (live Lollapalooza)

10 - 30 seconds to mars - The Kill (Reading Festival 2011)


1 de abril de 2013

Top 5 de filmes: Anne Hathaway.


Olá gente! Eu não sei se vocês sabem, mas a minha atriz favorita é a Anne. E então, resolvi fazer um top 5 dos meus filmes preferidos com ela.

1- Diário da princesa I e II.

Quem nunca viu esses filme? Esses filmes marcaram a minha infância, eu sou doida pra ler os livros até porque são de uma das minhas escritoras favoritas: Meg Cabot.
Mia é como qualquer outra menina que está começando o ensino médio, porém quando a sua avó paterna aparece em sua cidade, tudo muda. A garota descobre que o destino de um país está em suas mãos, pois seu pai era um príncipe e logo, ela seria uma princesa.




2- Uma garota encantada.

Esse filme não é dos mais conhecidos, porém a história é muito fofa e temos a oportunidade de ver a Anne cantando em uma das cenas. 
Ella (Anne Hathaway) ganha um insólito presente de sua madrinha Lucinda : o dom da obediência. Com isso ela é obrigada a fazer tudo o que as pessoas mandam, independente do que seja, sem ter como se recusar. Após seu pai se casar novamente, sua vida piora ainda mais. Após sua madrasta Olga e as filhas dela, Hattie e Olive , descobrirem que Ella está sob o efeito do dom da obediência passam a explorá-la cada vez mais. Decidida a mudar de vida, Ella sai de casa e inicia uma viagem para reencontrar sua madrinha, pois apenas ela pode desfazer o feitiço. No caminho ela encontra o elfo Slannen, que decide acompanhar a viagem de Ella, e o Príncipe Char (Hugh Dancy), por quem se apaixona.

Baixe o filme aqui.




3 - O diabo veste prada.
Andrea Sachs (Anne Hathaway) é uma jovem que conseguiu um emprego na Runaway Magazine, a mais importante revista de moda de Nova York. Ela passa a trabalhar como assistente de Miranda Priestly (Meryl Streep), principal executiva da revista. Apesar da chance que muitos sonhariam em conseguir, logo Andrea nota que trabalhar com Miranda não é tão simples assim.

Baixe o filme aqui.



4- Amor e outras drogas.
Jamie Randall (Jake Gyllenhaal) é um sedutor incorrigível do tipo que perde a conta do número de mulheres com quem já transou. Após ser demitido do cargo de vendedor em uma loja de eletrodomésticos, por ter seduzido uma das funcionárias, ele passa a trabalhar num grande laboratório da indústria farmacêutica. Como representante comercial, sua função é abordar médicos e convencê-los a prescrever os produtos da empresa para os pacientes. Em uma dessas visitas, ele conhece Maggie Murdock (Anne Hathaway), uma jovem de 26 anos que sofre de mal de Parkinson. Inicialmente, Jamie fica atraído pela beleza física e por ter sido dispensado por ela, mas aos poucos descobre que existe algo mais forte. Maggie, por sua vez, também sente o mesmo, mas não quer levar adiante por causa de sua doença. 

Baixe o filme aqui.



5- Noivas em guerra.
Emma e Liv são amigas desde pequena, e ficam noivas quase ao mesmo tempo. As duas escolhem o mesmo lugar para celebrar seus casamentos e reservam uma data no Plaza Hotel. Mas por causa de um erro, a data reservada é a mesma e a briga entre as duas começa para saber qual delas vai manter seus planos sobre o casamento.

Baixe o filme aqui.


6- Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge. (Extra)
Eu nunca tinha tido a oportunidade de ver a Anne em um filme de ação, apesar de saber que ela já fez na cerca de 2 ou 3 filmes desse gênero. Mas, além da franquia dos filmes do Batman ser sensacional, esse dai bateu o recorde. Eu amei os efeitos visuais, e a Anne, meus caros, está ma-ra-vi-lho-sa como mulher gata. Vale MUITO a pena ver!
Oito anos após a morte de Harvey Dent, a cidade de Gotham City está pacificada e não precisa mais do Batman. A situação faz com que Bruce Wayne (Christian Bale) se torne um homem recluso em sua mansão, convivendo apenas com o mordomo Alfred . Um dia, em meio a uma festa realizada na Mansão Wayne, uma das garçonetes contratadas rouba um colar de grande valor sentimental. Trata-se de Selina Kyle (Anne Hathaway), uma esperta e habilidosa ladra que, apesar de flagrada por Bruce, consegue fugir. Curioso em descobrir quem é ela, Bruce retorna à caverna para usar os computadores que tanto lhe serviram quando vestia o manto do Homem-Morcego. Aos poucos começa a perceber indícios do surgimento de uma nova ameaça a Gotham City, personificada no brutamontes Bane . É o suficiente para que volte a ser o Batman, apesar dos problemas físicos decorrentes de suas atividades como super-herói ao longo dos anos.

Baixe o filme aqui.





E então, curtiram a seleção de filmes que eu fiz dessa atriz maravilhosa que é a Anne Hathaway? Bom, eu já fiz resenha de dois filmes que ela fez que não constam na lista, um foi Becoming Jane (Amor e Inocência) que você pode ver a resenha clicando aqui e a outra foi do musical Os miseráveis que você pode ver a resenha clicando aqui 


27 de março de 2013

Meus musicais favoritos.

Olá gente! Ai alguém, assim como eu, é fã de musicais? Então, pra você que é fã de musicais, eu separei uma listinha dos meus favoritos. Quem quiser dar opinião sobre os filmes, fique a vontade viu? Vamos lá então:
1- Les miserables.
Quem acompanha o blog sabe do meu vício por esse filme não é? Minha opinião, a sinopse, etc, vocês podem ver aqui.


2- Mamma Mia.
Alguém já ouviu falar da banda Abba? Pois é, esse filme é baseado nesse grande grupo que fez sucesso nos anos 70. Achei muito divertido, e o elenco contém a linda da Amanda Seyfried e a rainha, Meryl Streep. Conta sobre uma mãe solteira, que no passado teve 3 amores passageiros, e durante esse tempo, acabou engravidando. A filha cresce, e quando está prestes a se casar, decide procurar quem é o seu verdadeiro pai para então, poder ter a honra de ter seu pai levando-a para o altar.

3- Sweeney Todd: The Demon Barber of Fleet Street- Após 15 anos afastado de sua família, Benjamin Barker (Johnny Depp) volta a sua cidade com o intuito de se vingar do juiz que o levou para Austrália sob falsas acusações. Ao voltar, conhece a sra. Lovett (Helena Bonham Carter), e com a ajuda dela volta a trabalhar, porém sem lagarar o seu objetivo de vingança contra o juiz Turpin (Alan Rickman).
 
4- Corpse Bride (Noiva Cadáver)
Em uma pequena cidade, um jovem acaba sem querer pedindo em casamento uma noiva morta, e vai para o mundo dos mortos, aonde conhece várias pessoas e com o tempo, vai despertando o amor incondicional da dócil noiva cadáver.
                                               

5- Hairspray
 Tracy Turnblad é uma jovem que adora dançar, e acaba ganhando espaço em um programa super influente na época, o The Corny Collins Show, porém isso ameaça a hegemonia Amber von Tussle, e fora isso, as duas acabam se apaixonando pelo mesmo rapaz, Link Lark. Ao mesmo tempo que Tracy e Amber disputam o título de Miss Hairspray, o enredo também mostra parte da luta dos negros para promover a integração racial, vendo que na época, negros e brancos eram separados.
                                        
6- Grease.

                                       
Conta a história sobre um amor de verão vivido por dois jovens, Sandy e Danny, que trocam juras de amor durante as férias, porém quando o verão acaba os dois são separados. Os planos de Sandy mudam e ela acaba por ficar na mesma escola que Danny. O filme irá mostrar o dilema de Danny entre as amizades, a popularidade e o amor, além de mostrar o comportamento dos jovens na época.

7- Across the Universe.


O filme começa em Liverpool, de onde o inglês Jude (Jim Sturgess) decide partir para os EUA em busca de seu pai. Lá ele conhece Max (Joe Anderson), um estudante rebelde. Torna-se seu amigo e se apaixona por sua irma (Evan Rachel Wood). Esta por sua vez, acaba envolvendo com emergentes movimentos de contra-cultura, da psicodelia aos protestos contra a Guerra do Vietnã. Em meio às turbulências da época, Jude e Lucy vão passar por situações que colocam sua paixão em choque.

E então, gostaram dos filmes? Tem algum que vocês gostam que eu não coloquei? Comentem! ♥

24 de março de 2013

A mania de amar demais.


Desde pequena, já vi muito gente passar na minha vida. Mas afinal, não é esse o sentido da vida? Você amadurecer, evoluir sua mente, sua alma, etc. E sem perdas, o que seria de você? Mas essa política é muito fácil de se falar. Perder quem se ama não é fácil, ainda mais se o culpado for você.
Sempre é fácil colocar a culpa no outro, ''mas ele me magoou'', ''mas ele não agiu correto'', ''mas ele não me amou como eu o amei'', mas pensa... Isso tudo só aconteceu porque você se permitiu acreditar, que seria diferente. Sim, é ignorância da parte da pessoa pensar que todos são iguais, e é exatamente por isso que hoje eu decidi escrever esse texto.
Pra tentar me lembrar, que não é porque toda a minha vida os meu sentimentos foram tratados como nada para todo mundo, que quando aparecer alguém que realmente se importe, esse alguém não é verdadeiro. E eu não digo isso só na parte amorosa na vida, em todos os tipos de relacionamento existentes, sejam eles de amizade, amor, ou qualquer coisa do tipo.
É triste você perder a sua inocência. Dizem que quando você não tem expectativas, não existe decepção. Mas eu não sei qual é a dor pior, a decepção ou a falta de fé no mundo. Na vida. Nas pessoas. No meu caso, eu acho a segunda opção. Eu realmente prefiro ser a menina que ama demais, que espera demais, que pensa demais, que sente demais, do que ser a pessoa vazia e amargurada que muitas vezes, eu acabo virando.
Parando pra pensar, acho que o meu pior defeito é ter um coração muito grande. Eu e a minha mania de acolher todo mundo que vem até mim... Isso nunca me levou a nada, pelo contrário, só me magoa. Cada vez mais as pessoas banalizam os sentimentos, e quem realmente os leva a sério sempre acaba se dando mal. Mas não é como se eu pudesse evitar. Sou assim mesmo e fico feliz por ser lotada de sentimentos, assim, toda hora. Porque sem isso, não teria sobre o que escrever e sem a escrita, provavelmente não conseguiria suportar tantos sentimentos.

15 de março de 2013

As surpresinhas musicais de 2013.

Vocês já notaram que 2013 tá cheinho de músicas/clipes novos? Eu por sinal tô amando, mas sei que tem muita gente por ai que não tem acompanhado algumas notícias, então resolvi postar aqui as melhores surpresinhas musicais de 2013 pra vocês.

1- Video lyris de Still into you - Paramore.

2- Videoclipe de 22- taylor swift

3- Videoclipe de All the time - The strokes.


4- Videoclipe de Lolita - The veronicas.


5- Lançamento de Sempiternal, álbum novo da banda Bring me the Horizon que você pode baixar aqui por torrent e também de dois clipes: Shadow moses e Sleepwalking. Porém, vou postar Shadow moses porque eu curti mais. Mas você pode ver o clipe de Sleepwalking aqui.

6- Lançamento do novo álbum da banda Bad Religion, que por sinal é uma ótima banda. E também do videoclipe da música ''True North''.



7- Lançamento da música Heart Attack - Demi lovato.


8- Lançamento do videoclipe de Now - Paramore.



E então? Gostaram? Comentem!

Fashion Inspiration: Kenzi (Lost Girl)


Hey guys! Esse post deveria ter saído ontem, mas eu tive uns imprevistos e não rolou de postar, nhe. Semana que vem, volta dia ao normal, quinta-feira.Mas anyways, como eu adoro séries e adoro moda, nada mais justo que misturar essas duas coisas em um post sobre uma personagem de uma série que é a minha maior inspiração pros looks? Estou falando da divertida Kenzi, de Lost Girl. Pra quem não sabe como é a série, aqui eu falo um pouco sobre ela. A Luisa, dona do blog, já fez uma sequência de posts com inspirações pra looks baseados em personagens, que vocês podem acompanhar aqui, aqui e aqui.
A Kenzi se veste muito bem, com um estilo gothic/punk que é muito fofo ao mesmo tempo que não deixa de ser agressivo. 

  

Ela também é adepta de perucas e apliques de cabelo, o que deixa ela com um visual diferente em cada episódio. 

  

Além de se vestir super bem, Kenzi é muito divertida e uma sidekick genial. Assistam! E aí, curtiram os looks dela? Se quiserem saber mais sobre o estilo da Kenzi, esse tumblr tem várias peças que são bem características dela. E é isso aí! Até semana que vem!

xx

10 de março de 2013

Resenha: Becoming jane.


Oi gente! Pois bem, acabei de ver um filme e me apaixonei, é chamado Becoming Jane (Amor e Inocência) o filme aparentemente, é como se fosse a biografia sobre a escritora inglesa Jane Austen, que é a autora da linda obra Orgulho e preconceito. No filme, quem a interpreta é a minha maravilhosa mulher   Anne Hathaway. Jane Austen é uma jovem que sonha em ser escritora, porém guarda isso para sí, não exerce profissão nem nada do tipo, até porque na época era motivo de ''má reputação''. É a ''estranha'' da família, a que não segue as regras, sonha demais e o mais importante... Acredita no verdadeiro amor. No começo, eu pensei ''Bom, será como orgulho e preconceito'', porque realmente segue o mesmo roteiro. A menina culta, que ama livros e sabe se expressar muito bom com as palavras, conhece um jovem amigo da família ou parente distante que não é nada agradável - só que em Orgulho e preconceito, Mr. Darcy não tem má reputação, a não ser pelo fato de ser fechado e muita das vezes desagradável- tem a senhora rígida e inconveniente que não gosta da menina pelo seu jeito atrevido e várias vezes ofende sua família, a mãe que tem medo das filhas terem má reputação, a irmã que se tem mais afinidade, e um partido de boa família pedindo a sua mão. Porém, ao desenrolar da história, tudo fica muito interessante. E é importante lembrar que eu vi o filme sem saber sua relação com orgulho e preconceito, enfim.
Voltando para a história do filme, Jane não é a favor do casamento forçado, o que na época era muito importante para as mulheres (se casar com um bom partido e procriar) mas sua mãe vive julgando-a, brigando com seu pai por causa disso, etc. No filme também é feita uma pequena introdução na vida de Thomas Lefroy, um jovem advogado farrista, apaixonada por jogos/apostas e lutas. Porém, seu tio lhe avisa que se ele pretende cuidar do patrimônio da família, ele deveria acabar com sua reputação, porém o jovem não coloca fé nisso e acaba sendo enviado para a família do interior, que no caso é a família de Jane. No começo, Jane não aprova o jeito de Thomas e isso dá motivos para Thomas a provocar toda vez que a vê. E com isso, surge uma paixão. Surge a ideia do casamento, porém o tio de Thomas recebe uma carta anônima, dizendo coisas ofensivas sobre Jane e sua família, e acaba por se tornar apático com a ideia de Thomas se casar com a mesma. Eles se afastam por um tempo, pois Thomas não tem coragem de enfrentar seu tio, e ele acaba noivando com outra moça. No meio do filme, eles se reencontram, e lhe dar a ideia de fugir, que por sinal eu achei uma cena linda!
Eles fogem, porém Jane descobre que ele está falindo por mandar todo o seu dinheiro para alguns irmãos necessitados, ela fica com peso na consciência e então desiste da fuga e do casamento. E então, ela acaba noivando-se com Sr. Wisley, e consegue divulgar seu livro Orgulho e Preconceito. 
Devo dizer que amei o final. Jane diz que romances devem mostrar a realidade da nossa vida, e não ilusões. E foi exatamente isso que aconteceu no filme. Eu calei minha boca, porque no começo do filme eu realmente achava que seria a cópia de Orgulho e preconceito, mas as histórias e a moral são totalmente diferentes! 
Pra quem quiser baixar o filme tem aqui tanto para torrent tanto para download normal! 

Dificuldades do Amor


Hoje eu fiquei com vontade de te escrever, ou só falar de você. 
Falar que eu acho que as coisas entre a gente pode dar certo, e que seremos felizes sim. Ou que você é uma pessoa apaixonante, e como num passe de mágica me tornei uma boba por você. Poderia também falar o quanto acho você bonito (mesmo não sendo tanto). Ou que uma das coisas que eu mais admiro em você, é a sua personalidade. Seu jeito de ser. De viver. 
Queria poder contar sempre com você, ou no mínimo, conseguir falar o que tem dentro de mim. 
Mas não sou tão forte o quanto parece, não sou tão inatingível como gostaria, nem tenho tanta coragem como a que vejo em você. 
E é isso o que me falta, o que mais me distancia de você, a minha falta de coragem de demonstrar o que sinto. Ou o que acho que sinto.


Mari Tonassi

7 de março de 2013

Vê se olha com carinho pro meu amor.


Eu estaria mentindo se eu dissesse que não te amo, mas eu prefiro mentir. Dizem que quando a gente fala muito, pensa muito, em uma coisa ela acaba virando verdade... E se eu conseguir? Não te amar. Não sentir sua falta. Não querer você perto de mim. Não querer acordar e ver teu rosto. Nada disso. Nada dessas baboseiras de gente apaixonada. Sim, baboseiras. Besteiras. Que só me fizeram mal. O que você faria? E se desta vez, você fosse a pessoa que ama mais? 
Eu queria não me sentir tão fraca, mas você me deixou de um jeito que quando as pessoas dizem me amar, eu já fico com medo. Ou esperando a pessoa ir embora. Eu imagino todo mundo sendo igual a você. De uma forma boa ou ruim, até quando é outra pessoa eu coloco manias nela que você tinha. É doentio? Talvez. Mas não é isso que dizem que o amor é? Uma doença? 
Já ouvi dizer que o amor já matou mais do que qualquer doença, o que é verdade. Por isso eu digo, se o amor te mata mais do que te faz querer viver, está errado. Muito errado. Agora se o amor que você sente, te faz querer cada dia após ao outro, só pra sentir aquele friozinho na barriga, aquela sensação de seu coração sair pela boca, ai meu amigo... Ai você está feito na vida.

25 de fevereiro de 2013

Oscar 2013.


Olá gente! Fiquei um pouco sumida devido ao começo das aulas, e com isso não tive tempo para pensar em algum post novo, mas ontem foi uma noite especial não? Então resolvi fazer alguns comentários sobre a noite que muita gente surtou.
Começando pelos looks de algumas pessoas na noite de ontem:
Uma das minhas makes favoritas foi a da Adele, que por sinal estava linda e arrasou na performance de
Skyfall.  
A canção inclusive ganhou o oscar de Melhor canção original, vejam só!

Quem deu o que falar também no oscar foi a Kristen Stewart, que chegou no Oscar de muletas mas até agora não explicou o motivo (que eu saiba). 
Mas não deixou de estar linda não é? Como sempre!

E vamos aos ganhadores! Bom, devo dizer que eu estou muito orgulhosa da minha princesa Anne Hathaway que ganhou o oscar de atriz coadjuvante. 
E a Jennifer Lawrence ganhou de melhor atriz, olha que orgulho também gente? Ela ganhou o oscar devido a sua atuação em O lado bom da vida, que por sinal eu chorei horrores também. É lindo e engraçado. Quem quiser baixar para ver é só clicar aqui.


E adivinhem? A coitadinha ainda pagou um mico na hora de subir até o palco.
Vejam só o vídeo!

                                           

 Foi um horror, mas ela já tem histórico de ficar nervosa em premiações, ainda mais esse ano. Vamos combinar que ela anda ganhando muitas premiações não é? E o Hugh Jackman ainda foi tentar ajudá-la, mas pelo visto ela é bem orgulhosa e quis seguir sozinha.
E para mim, o melhor de tudo, o momento mais arrepiante e o que eu mais chorei. Foi a performance do elenco de Os miseráveis. 

                                              
E esse final gente?! Impossível não chorar.

E para vocês, quais foram os melhores momento do Oscar? E o melhor vestido? Comentem!

21 de fevereiro de 2013

Galaxy Print!

Hey, meu nome é Ana, sou dona do blog Sociedade de Vidro, e fui convidada pela Luísa (na verdade, me convidei) a escrever um guest post pro blog. E resolvi falar de uma coisa que está super em alta na moda alternativa, que são as estampas de Gálaxias/Nebulosas. É possível encontrar esse tipo de estampa em sapatos, tênis, acessórios, vestidos, leggings e até em unhas. Fiz uma seleção de imagens de looks com peças estampadas.





Eu sou apaixonada por esse tipo de estampa, inclusive já fiz uma nail art de galáxia! Vocês podem perceber que nas fotos onde a modelo está com uma legging galaxy, a blusa não traz a mesma estampa. E o mesmo acontece com a modelo que usa a blusa galaxy. Assim como com qualquer tipo de estampa, a estampa galaxy deve se restringir a apenas uma das peças do look. Eu morro de vontade de ter um tênis galaxy, e pretendo fazer um! E aí, quem tem coragem ou vontade de usar galaxy clothing?

xx,
Ana